por Pr. Carlos Mendes

Você está tendo pensamentos e sentimentos suicidas? Ou conhece alguém que está tendo pensamentos suicidas? Talvez você (ou a pessoa) esteja convencido de que a vida não vale a pena viver. Você ou a pessoa sente que seu mundo está desabando em você. Sua vida ou a da pessoa parece sem esperança, como um buraco negro com todo o amor, a esperança e a alegria sendo sugados. Se você está pensando em suicídio, com certeza você já fez várias reflexões sobre a vida.

Então gostaria que antes de mais nada você pensasse sobre as seguintes questões:

Você já pensou em como Deus vê a sua vida?

Agora você está vivendo em um mundo de desespero. Você não pode ver qualquer solução para os seus problemas. Você não está olhando para frente para nada. O futuro parece vazio. No entanto, a perspectiva de Deus sobre a sua vida é muito diferente. Sua vida é preciosa para ele. Ele sabe tudo sobre você, até mesmo quantos fios de cabelo estão em sua cabeça (Mateus 10:30). Sua vida é tão importante para ele que o proíbe de tomá-la. Deus diz que todo o assassinato é errado, e que inclui a auto assassinato de suicídio (Êxodo 20:13).

Orientações:

1 – Traga seu desespero a Deus.·.

Deus não se surpreende com seus sentimentos de desespero. Pelo contrário, ele quer que você clame a Ele agora no meio da sua escuridão e dor. Veja o que o Salmo 86.8 nos diz: “Escuta, Senhor, a minha oração e atende à voz das minhas súplicas.” E hoje é o dia para isso, diga a Deus todas as suas tristezas, todos os seus problemas e todas as razões para o suicídio que estão em sua mente. Você se sente, como Davi, como se estivesse na profundeza da sepultura?

Diga a Deus todas as suas tristezas, todos os seus problemas, e todas as razões do suicídio que estão em sua mente. Você se sente, como Davi, que está nas “profundezas da sepultura”? Peça a Deus para ouvir sua oração e ouvir o seu grito de graça (Salmo 86:6). Nesse dia, o Deus vivo promete ouvi-lo e ajudá-lo.

2 – Busque entender a causa da sua tristeza e ouça a voz de esperança de Deus.

Porque você está se sentindo sem esperança? Por causa de uma doença? Um relacionamento quebrado? Vergonha e culpa por erros e fracassos? Um sonho não realizado? O problema é que você acredita que o suicídio vai resolver! Mas te digo uma coisa, ele não vai resolver o seu problema!

Seus sentimentos e ações suicidas não vêm do nada. Eles têm razões que você pode descobrir e entender. O que esses sentimentos revelam? Como você está experimentando, interpretando e reagindo à realidade à sua volta. Quando você descobrir os motivos por trás dos pensamentos suicidas ai você vai descobrir o que de fato é importante para você. O Senhor Jesus nos diz em Mt 6.21 “porque, onde está o teu tesouro, ai estará também o teu coração.”.

A perda ou a dor de perder o tesouro faz com que você sinta que a vida não vale mais à pena.  Eu gostaria de citar quatro motivos pelos quais as pessoas pensam no suicídio e o que Deus fala a respeito disso:

  1. a) Um sofrimento implacável: sua tristeza pode ser resultado de um sofrimento esmagador. Exemplos: a morte de alguém próximo a você, a sua própria dor crônica e doença, a depressão pós-parto, um relacionamento quebrado, a pobreza, o preconceito racial, etc., são todas situações que você pode preencher com desespero.

Ouça a voz de Deus que diz:

“Compadece-te de mim, SENHOR, porque me sinto atribulado; de tristeza os meus olhos se consomem, e a minha alma e o meu corpo. Gasta-se a minha vida na tristeza, e os meus anos, em gemidos; debilita-se a minha força, por causa da minha iniquidade, e os meus ossos se consomem.” Sl 31.9,10.

Mas o Salmo não termina ai. Ele está repleto de esperança:

“Como é grande a tua bondade, que reservaste aos que te temem, da qual usas, perante os filhos dos homens, para com os que em ti se refugiam! No recôndito da tua presença, tu os esconderás das tramas dos homens, num esconderijo os ocultarás da contenda de línguas.” Sl 31.19,20·.

A vida de Davi, como a sua, é cheia de dificuldades e desânimo, mas porque Deus estava com ele, ele tinha esperança. Ele diz: “Eu disse na minha pressa: estou excluído da tua presença. Não obstante, ouviste a minha súplice voz, quando clamei por teu socorro.” Sl 31.22 e “Sede fortes, e revigore-se o vosso coração, vós todos que esperais no SENHOR.” Sl 31. 24. Davi é capaz de suportar com coragem, porque Deus está com ele.

Deus chama-nos a perseverar em meio ao sofrimento, mas não simplesmente rangendo os dentes. Perseverar em meio sofrimento só é possível quando você colocar a sua esperança no Deus vivo. Ele promete chegar perto de você, para estar presente contigo, e deixá-lo experimentar a Sua bondade bem no meio de sua dor e dificuldade.

  1. Fracasso pessoal.Seus pensamentos e sentimentos suicidas podem estar relacionados a erros e fracassos. E a sua falta de esperança pode ser tentativa de expiar os seus pecados, para punir a si mesmo, a fim de evitar sentimentos de vergonha. Talvez você esteja tão cheio de culpa e vergonha que você não quer estar perto de pessoas ou até mesmo continuar a viver. Você pode encontrar esperança mesmo quando você estragou tudo e acha que nunca vai ser capaz de manter a cabeça erguida de novo. A coisa surpreendente sobre a Bíblia é que ela é cheia de pessoas reais que fizeram graves erros, exatamente como você. Davi escreveu o Salmo 32 depois que ele cometeu adultério, engravidando a amante, e, em seguida, tentou encobrir as coisas, planejou a morte de seu marido. Você pode ler toda a história em 2 Samuel 11-12.

No Salmo 32:3-4, ele descreve vividamente a sua experiência de desespero. Talvez você também se sente assim: “Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio.”.

Esse é o Salmo de um homem cheio de culpa, que esta sentido o peso do fracasso, com uma consciência que o acusa. Mas porque é que este Salmo é cheio de alegria em vez de vergonha? Por causa do que Deus fez por ele no meio de seu pesadelo de culpa. Sua alegria vem do perdão dele de Deus e da promessa de Deus para guiá-lo (Sl 31:1-2, 8).

Aqui está alguém diante de um fracasso pessoal terrível. Mas, em vez de meditar sobre suas falhas e ficar reavivando seus pecados e erros repetidamente em sua mente, ele escolhe lembrar quem é Deus. Ele sabe que Deus perdoa. Ele confia em Deus, que promete manter os olhos nele, que, pessoalmente, o instrui, guia, e aconselha. Assim, ele termina assim: “Muito sofrimento terá de curtir o ímpio, mas o que confia no SENHOR, a misericórdia o assistirá. Alegrai-vos no SENHOR e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração.” (10,11).

Temos uma reviravolta no final, ele é alguém que conhece o seu pecado, mas também sabe que pela misericórdia de um Deus incrível, pode ser chamado de justo. E pela graça e misericórdia de Deus você também pode experimentar o que Davi experimentou. Mas, para isso, você deve procurar este Senhor. Davi descreveu como se sentia depois que seu pecado foi exposto, enquanto ele não havia confessado seus pecados a Deus, sua vitalidade foi drenada, sentiu-se sem esperança e sem vida.

Se for assim que você se sente por ter fracassado em algo. Faça como Davi, vá a Deus e apresente esse fracasso diante Dele. Note, Davi se volta a Deus, não às pessoas. Mesmo que todos saibam de seus fracassos ele pode andar de cabeça erguida, pois tem o perdão de Deus.

Aqui está uma descrição maravilhosa de buscar a Deus no meio do seu fracasso e culpa, Davi diz: “Eu reconheci o meu pecado para você, e eu não queria cobrir minha iniquidade”. “Eu vou confessar as minhas transgressões ao Senhor”, e tu perdoaste a culpa do meu pecado “(Salmo 32:5). Note-se que Davi está se voltando para Deus com suas falhas, não para aqueles ao seu redor. Ele não vive em vergonha mais porque ele está perdoado. Ele pode erguer sua cabeça, mesmo que todo mundo saiba sobre seus fracassos, porque Deus está com ele.

  1. Sonhos não concretizados. Você também pode lutar com desespero, quando a única coisa que deu significado à sua vida é tirada de você. Talvez seja um trabalho que você não conseguiu, um objetivo de vida a realizar, ou seus filhos se tornando aquilo que você não desejava. O que quer que você tenha organizado sua vida em torno, a sua ausência pode deixar você sentindo vazio e desespero. Talvez você não saiba o quão importante era o seu sonho até que ele não tenha se concretizado. Agora que você está experimentando o desespero de um sonho que falhou. Quando vivemos para algo e aquilo é tirado de nós, temos uma sensação de morte. Então, a pessoa sente tanta dor que pensa que o suicídio é a única alternativa.

Mas Deus tem uma maneira melhor. Ele lhe dá verdadeira e duradoura esperança, que nunca poderá ser tirada de você. Veja o que Ele diz no Salmo 33.10: “O SENHOR frustra os desígnios das nações e anula os intentos dos povos.” E ainda: Não há rei que se salve com o poder dos seus exércitos; nem por sua muita força se livra o valente.  O cavalo não garante vitória; a despeito de sua grande força, a ninguém pode livrar.” (vs. 16,17).

Essas são coisas que as pessoas que viveram a milhares de anos atrás confiavam. Aquilo em que confiamos nos dá identidade. Mas qualquer coisa em que depositamos a nossa confiança além da bondade de Deus é frágil, vulnerável, perecível. Mas quando você colocar sua esperança no amor de Deus, Ele vai cuidar da sua alma, e salvá-la.

“Eis que os olhos do SENHOR estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia, para livrar-lhes a alma da morte, e, no tempo da fome, conservar-lhes a vida.” (18,19).

Deixe a morte de seus sonhos ser a porta para colocar a sua confiança no amor de Deus. Ele será a sua ajuda e proteção. Como você “confiança no seu santo nome:” Ele vai livrar sua alma da morte, dos pensamentos de morte, e de tentar tirar sua própria vida.

  1. Falsas esperanças.Talvez o seu pensamento suicida não seja de desespero, mas de falsas esperanças. Sonhando e planejando o suicídio é o que lhe traz esperança. Você acredita que se matar vai trazer alguma resposta maravilhosa ou solução para seus problemas. Se você foi profundamente ferido por alguém, você pode ver o suicídio como uma maneira de fazer os outros sofrerem. Você pode esperar que o suicídio vá trazer um fim ao seu sofrimento. Ou você pode esperar que seu gesto suicida vai conseguir o que você quer, a atenção, o amor, ou até mesmo uma ruptura com as pressões da vida. Mas seu os seu pensamento for “eu vou estar em um lugar de paz”, ou “todo mundo vai saber o quanto eles me fizeram sofrer”, se isso incluir o suicídio, então você tem uma falsa esperança.

O suicídio nunca é uma resposta.  Se você foi injustiçado, por favor, não pense que o suicídio é a maneira de promover justiça. Deus oferece-lhe a verdadeira justiça, vivendo a esperança, e não uma falsa esperança com base em sua morte. A esperança vem de Deus no meio do mal e dos problemas e essa é uma esperança que nunca vai acabar´.

Paulo fala sobre ela em Rm 8.15,16 “Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai. O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.” “Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós.” (vs. 18) “Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?” (vs. 35).

Vivemos em um mundo onde as coisas ruins acontecem. Mas você recebeu o melhor presente de todos: o Espírito da vida, o Espírito Santo de Jesus. Você recebeu o dom de um relacionamento com Deus, agora que Ele vai levar você uma vida indestrutível para sempre. Não há nada neste mundo que pode separá-lo do amor de Deus, nem angústia, aflição, sofrimento, ou qualquer outra coisa em toda a criação (Romanos 8:35). O amor de Deus vai mantê-lo seguro.

Diante do pensamento suicida, o que você deve fazer?

Pedir ajuda.  Suicídio opera em um mundo de morte, desespero e solidão. Jesus Cristo cria um mundo de vida, de esperança e comunidade. Pedir ajuda a Deus, e continuar a perguntar. Não pare de perguntar. Você precisa dele para enchê-lo todos os dias com a esperança da ressurreição. Ao mesmo tempo em que você está pedindo ajuda a Deus, conte a outras pessoas sua luta com a desesperança. Deus usa o seu povo para trazer vida, luz e esperança. O suicídio, por definição, acontece quando alguém está sozinho. Entrar em relação com o sábio, com pessoas que cuidam irá protegê-lo do desespero. Procure uma igreja onde Jesus é o centro do ensino e adoração. Entre em um relacionamento com pessoas que podem ajudá-lo, mas não pare com a obtenção de ajuda. Encontre pessoas para amar, servir e doar-se também.

Desenvolva uma vida de oração e meditação na Palavra. Outro fator de proteção é crescer na relação com Deus. Muitos dos motivos para desespero vêm de não viver uma vida frutífera com Deus. Você precisa aprender as habilidades que fazem uma vida piedosa possível. Quais são algumas dessas habilidades?

  • Buscar e conceder perdão.
  • Aprenda a dar aos outros. Suicídio é um ato egoísta. É uma mentira que propõe uma solução para o problema.  Trabalhar para substituir o seu pensamento errado alcançando outras pessoas que também estão lutando, irá ajudar muito.  Qualquer que seja a esperança que Deus lhe dá, ela pode ser passada a alguém que está lutando com desespero.
  • Viva para Deus.Quando você viver para Deus, sua vida passa a ter um sentido genuíno. Este objetivo é muito maior do que o seu sofrimento, seus fracassos, a morte de seus sonhos, e a desilusão de suas esperanças. Viver pela fé em Deus para os Seus propósitos irá protegê-lo de pensamentos suicidas e desesperados. Deus quer usar a sua personalidade, suas habilidades, sua situação de vida, e até mesmo a sua luta com o desespero para trazer esperança para os outros.

Ele já preparou as boas obras para que você possa fazer. Paulo diz: “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2:10).

Baseado no texto: I just want to die – Replacing Suicidal Thoughts with Hope. David Powlison – CCEF.

 

 

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2014 DM Monteiro | www.dmmonteiro.com.
Top
Redes Sociais: