por Pr. Carlos Mendes

Como disse no artigo anterior (veja aqui http://ipaliancadf.org/lidando-com-manipuladores/)  manipuladores tentam controlar. Eles querem controlar nossas emoções, ações e pensamentos. Querem, a qualquer custo, influenciar. Em geral, em vez de dizerem que querem algo, tentam se aproveitar dos sentimentos das pessoas para conseguirem o que querem. A grande estratégia que usam é esconder a informação necessária da pessoa para quem fazem o pedido.

Um grande desafio que temos ao lidarmos com manipuladores é convencê-los que eles o são. Em geral, esse hábito começa na infância e já está tão enraizado que muitas vezes o manipulador nem percebe o que realmente esta fazendo. Então, precisamos ajuda-los a verem o quão egoístas são.

Vejamos então algumas estratégias usadas pelos manipuladores a fim de conseguirem o que querem. Quando isso acontecer tenha certeza que você esta sendo manipulado!  E a ideia da lista abaixo é mostrar não apenas a fonte de manipulação, mas também ajuda-lo a identificar e corrigir o problema na fonte.

Lou Priolo[1] nos traz uma lista bastante interessante que nos ajudará a lidar com os manipuladores e suas estratégias:

 1 – Acusação – manipuladores são acusadores contumazes, eles acusam para desviar a atenção, acusam para obterem o controle e se defenderem. O principal objetivo que tem quando acusam é promover culpa. Qual é a reação mais comum que temos quando isso acontece? Tentamos nos defender e na busca por defesa eles conseguem o seu alvo que é procrastinar alguma decisão a ser tomada. Qual é o ídolo que esta por trás dessa estratégia? O amor pelo conforto.  Funciona mais ou menos assim: você confronta o manipulador por algum pecado cometido, ele então, ao invés de reconhecer o pecado, te acusa de algo (injustiça, mentiroso, de não entender direito a ele, etc), então, você parte para a defensiva e começa a contra argumentar. Entendeu?  Ele te arrasta para o campo em que ele é bom de briga e passa a ter vantagem.  Ele passa a atacar a sua consciência. Bingo! Ele conseguiu o que queria, procrastinar a mudança de conduta, pensamento ou sentimento e te desviar da questão verdadeira ( o pecado dele). E o que motivou tudo isso? O amor pelo conforto de não ter que mudar, não ter que fazer algo para ter uma atitude diferente.

2 – Críticas – Manipuladores são excelentes em críticas, tem uma lupa para perceberem o erro, o fracasso, a fraqueza e o pecado de outras pessoas. E guardam tudo isso em um arquivo mental para usarem quando necessário. Qual é a resposta emocional que querem promover com a crítica? Vergonha.  Querem que aquele que o esta confrontando se sinta envergonhado e de alguma maneira desvie a atenção do verdadeiro objetivo. Em geral, quando isso acontece aquele que esta sendo manipulado busca justificar as suas ações e se isso acontece o manipulador consegue o que quer, ou seja, evitar a obrigação que lhe esta sendo imposta.  Qual é o ídolo que esta sendo alimentado e do qual ele não quer abrir mão? Poder, o poder de convencimento, o poder de mudar a situação, o poder de controlar o outro e não se submeter.

 3 – Choro – muitas vezes, e isso já aconteceu comigo em várias situações de aconselhamento, o manipulador quando firmemente confrontado, começa a chorar, e não porque está arrependido, ou triste com o próprio pecado! Na verdade, o desejo dele é embaraçar aquele que o confronta e com isso trocar a culpa, ou seja, fazer a pessoa que o esta confrontando e que esta correta no que faz, se sentir culpada. Muitas vezes diante do choro daquele que se vitimiza, nos sentimos mau, culpados, envergonhados, incompetentes, confusos e jogamos a toalha. Alguns, ao final de uma conversa dessas, acabam pedindo perdão sendo que não fizeram nada de errado. É um dos golpes mais fatais que os manipuladores usam,  pois conseguem promover a mudança de ideia da outra pessoa. O que eles tanto desejam? É claro que se safar das consequências, mas também desejam ficar bem aos olhos dos outros, querem o elogio, querem ser agradados, apreciados e aceitos, a ponto de convenceram que não são tão pecadores e que, na verdade, quem o confronta é que esta em grande pecado.

Quando respondemos aos manipuladores de qualquer uma das formas acima descritas agimos como tolos, e ao invés de transmitirmos sabedoria para o manipulador e promovermos a sua libertação, passamos a contribuir ainda mais para a sua tola manipulação.

Por hora, fiquemos com as palavras de sabedoria de Provérbios: “Não responda ao insensato com igual insensatez, do contrário você se igualará a ele. Responda ao insensato segundo a sua insensatez merece, do contrário ele pensará que é mesmo um sábio.” Pv 26.4,5

Continua…

[1] Priolo, Lou. O Coração da Ira. Ed. Nutra.

 

_________________

<a href=”http://www.mulherespiedosas.com.br/wp-content/uploads/2014/03/Screen-Shot-2014-03-12-at-1.53.54-AM.png”><img class=”alignleft” src=”http://www.mulherespiedosas.com.br/wp-content/uploads/2014/03/Screen-Shot-2014-03-12-at-1.53.54-AM-150×150.png” alt=”Screen Shot 2014-03-12 at 1.53.54 AM” width=”150″ height=”150″ /></a>Pr. Carlos Mendes é casado com Roberta Mendes, pai do Samuel e pastor na <a href=”http://www.ipaliancadf.org/” target=”_blank” rel=”noopener”>Igreja Presbiteriana Aliança</a>, mestre em Aconselhamento Bíblico pelo Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper e professor do Seminário Presbiteriano na área de Aconselhamento Bíblico.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2014 DM Monteiro | www.dmmonteiro.com.
Top
Redes Sociais: